domingo, 21 de julho de 2013

Jack e o assassino do beco - Capitulo três: Uma surpresa


No local do assassinato,
-nada, não encontro nada, ninguém sabe de nada, ninguém viu nada, e ainda a policia esta pedindo à imprensa que não divulgue nada, querem sigilo absoluto até que se tenha algo concreto, parece que se tratava de alguém importante, como se eu fosse perder um furo desses e além do mais o meu chefe foi claro quando me deu pouca hora pra encontrar alguma coisa e já passou 1hora depois que sai de lá, ainda, “James” o repórter da “Gaxter Noticiarius” a nossa única concorrente já apurou todos os fatos publicáveis e os postou nas redes sociais e na televisão, mais uma vez estou atrás dele, mas não vou me entregar...

Enquanto andava pela rua pensava, não conseguia parar de pensar naqueles olhos, naquele homem. Por um instante meu coração gelou e eu parei de caminhar, pois se eu havia visto aquela figura obviamente que também havia me visto e a silhueta tratava-se bem de um homem, embora eu, não possa dar certeza, não existe certeza nesta caminhada.
 Pode ser que ele tenha me visto por inteiro e me reconheça por ai, na minha profissão seria fácil pra ele saber quem eu sou, mas se ele for atrás de mim a policia também...
-Ei! Jack!Jack
Era a Jane,
O que faz aqui?E vestida desse jeito?Perguntei.
O que foi Jack parece que não ficou feliz o me ver?
Não, não é isso. É que... (pensando será que ela vai me perguntar sobre...)
E então Jack, me diga!
Hã, dizer? O que? eu não... Não sei...
- Ei, calma! Parece assustado! Algo está te preocupando, Jack?
É, nada, te ver assim me deixou um pouco...
Sei você é daqueles homens que mulheres não devem usar fardas.
Não pelo contrario, eu gostei (já se recuperando do susto)
-eu gostaria de saber se você ta quer sair comigo hoje à noite? Não sei tomar algo, conversar você sabe como nos velhos tempos
 Ah, sim, claro Jane!Se não for te aborrecer.
Que isso Jack?Você nunca... (quando ia terminar a frase o sargento os interrompe)
Sargento: Jane, o que faz aqui não devia esta trabalhando?
Perdão, sargento! Já estava de saída.
Sargento: e você rapaz... Repórteres somente atrás daquela faixa.
Sim, sargento.


0 comentários:

Postar um comentário